PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Política

Prefeito de Birigui exonera diretor que teria autorizado a queima de cartões no almoxarifado

Exoneração de Rodrigo José Jorge foi publicada em edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira, em meio a CP que investiga suspeita de irregularidades na Secretaria de Serviços Públicos
Da Redação
24/08/2023 às 10h58

O prefeito de Birigui (SP), Leandro Maffeis (Republicanos), exonerou nesta quarta-feira (23), Rodrigo José Jorge do cargo de Diretor Administrativo de Planejamento da Secretaria de Serviços Públicos. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial do município, um dia após ele assumir ter autorizado a queima de vários cartões e envelopes da empresa Link Card.

 

Essa empresa é responsável pelo sistema para administração das compras de combustíveis e controle de uso dos produtos pela frota de veículos da Pasta, que é alvo de uma CP (Comissão Processante) na Câmara.

 

A queima desses cartões foi denunciada pelo vereador André Fermino (PSDB), que esteve no almoxarifado da secretaria na tarde de segunda-feira (21), após denúncia de que havia uma nuvem de fumaça escura estava saindo do local.

 

Na ocasião o parlamentar gravou um vídeo exibindo restos de materiais que haviam sido queimados em um tambor, possivelmente com utilização de combustível. Segundo o vereador, entre os materiais incinerados estavam cartões e envelopes da empresa Link Card, chips e adesivos de veículos.

 

Autorizada

 

Na ocasião Fermino acionou a Guarda Municipal, que registrou um boletim sobre o fato. Nele consta que Jorge esteve no almoxarifado e afirmou que havia autorizado a queima dos cartões. Ele alegou que seriam do contrato anterior, sem vigência, e que a ordem inicial era para que os cartões fossem cortados.

 

Entretanto, segundo o agora ex-diretor, os servidores responsáveis pelo serviço teriam reclamado que a ação de cortar os cartões estaria criando bolhas nas mãos deles, por isso, orientou que utilizassem o fogo para destruí-los. Na versão de Jorge, os relatórios ou informações referentes aos cartões destruídos estariam disponíveis na internet.

 

Investigação

 

A queima dos cartões repercutiu na sessão da Câmara de Birigui, realizada na noite de terça-feira (22). Até mesmo vereadores da base do prefeito criticaram a atitude, pois está em andamento na Casa, uma CP (Comissão Processante), instaurada a partir de relatório de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito), que apontou indícios de irregularidades nas compras de óleos lubrificantes pela Secretaria de Serviços Públicos.

 

A comissão, que teve como relator o vereador Cleverson José de Souza (Cidadania), o Tody da Unidiesel, que também esteve no almoxarifado na segunda-feira, apurou com base nos documentos apresentados pela administração municipal, que não foi comprovado o destino de mercadorias avaliadas em mais de R$ 55 mil.

 

Outro exonerado

 

O diretor não é o primeiro ocupante de cargo comissionado da Secretaria de Serviços Públicos de Birigui a ser exonerado após o início das investigações. Maffeis já havia exonerado o então secretário municipal de Serviços Públicos, Alexandre Boschini Menezes.

 

No relatório da CEI, ele afirma que o prefeito teria ciência de “quase tudo”, o que para a comissão indicaria que o chefe do Executivo tinha conhecimento e era informado sobre diversas questões e atividades que ocorriam na administração municipal, especificamente na pasta investigada.

 

A Prefeitura de Birigui não informou o motivo da exoneração de Diretor Administrativo de Planejamento da Secretaria de Serviços Públicos e nem respondeu aos questionamentos feitos na terça-feira, sobre a queima dos cartões no almoxarifado.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.