PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Opinião

As Inteligências artificiais estão tomando mais espaço de trabalho do que pensamos

"Embora algumas empresas estejam adotando a IA para aumentar a eficiência e produtividade, especialistas alertam que o número real de demissões relacionadas à IA pode ser subestimado"
Da Redação
11/02/2024 às 09h15

Por Cássio Betine

 

A implementação da IA (Inteligência Artificial) nas empresas tem gerado um impacto significativo nas medidas de congelamento de contratações e demissões de trabalho humano. É claro que não é apenas esse motivo que demissões ocorrem, outros fatores também influenciam nessas decisões, mas há grandes indícios de que essas tecnologias impactam fortemente nesse resultado.

 

A IBM, por exemplo, uma das maiores bigtechs do planeta, planeja pausar contratações que possam ser substituídas pela IA, enquanto a Duolingo - o aplicativo mais popular do mundo para aprender idiomas, optou por não renovar cerca de 10% de seus prestadores de serviços, atribuindo parte disso à IA. Além disso, a United Parcel Service (UPS) enfrentou demissões históricas, incluindo a IA como um dos principais fatores. É, portanto, um processo global.

 

Embora algumas empresas estejam adotando a IA para aumentar a eficiência e produtividade, especialistas alertam que o número real de demissões relacionadas à IA pode ser subestimado. Muitas empresas evitam fazer uma ligação explícita entre a IA e as demissões, preferindo manter um foco otimista no aumento da eficiência e produtividade.

 

É fácil repararmos isso ao observarmos que até mesmo uma empresa de pequeno porte, de qualquer parte do mundo, pode substituir um recurso que antes realizava o atendimento telefônico da empresa pelos chatbots, tão comuns e acessíveis hoje em dia. Por isso, realmente essa tecnologia pode estar causando mais do que simples mudanças sutis e lentas, pode ser algo como a história do sapo na água quente.

 

Os especialistas estão buscando obter um quadro mais exato sobre quantos empregos estão sendo eliminados com os avanços rápidos da IA. Algumas empresas, como a Klarna - uma plataforma global de processamento de pagamentos, afirmou que ferramentas de IA reduziram os tempos necessários para certas tarefas, resultando em congelamento direto de contratações.

 

A verdade é que a implementação da IA está levando a mudanças significativas no mercado de trabalho, com empresas adotando diferentes abordagens para lidar com seus impactos em suas estratégias de pessoal. Enquanto algumas empresas estão sendo transparentes sobre a influência da IA em suas decisões de contratação e demissão, outras preferem evitar fazer uma ligação explícita entre a IA e as mudanças no quadro de funcionários.

 

A saber, segundo um estudo realizado pelo Fórum Mundial Econômico em 2023, apontou que, em linhas gerais, a expectativa é de que 83 milhões de postos de trabalhos deixarão de existir nos próximos cinco anos, enquanto que apenas 69 milhões de empregos serão criados. E esses novos postos de trabalho são, na maioria dos casos, profissões bem diferentes das que estamos acostumados (ou, se preferir, dos tipos de trabalho não convencionais) e, por outro lado, as que entraram na fila da extinção são aquelas que requerem trabalhos convencionais e repetitivos.

 

Isso já está acontecendo e os impactos mais perceptivos ocorrerão nos próximos anos, concluem os especialistas do estudo.

 

*Cássio Betine é head do ecossistema regional de startups, coordenador de meetups tecnológicos regionais, coordenador e mentor de Startup Weekend e pilot do Walking Together. Cássio é autor do podcast Drops Tecnológicos

 

**Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião deste veículo de comunicação.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.