PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Justiça & Cidadania

Réu é condenado a 6 anos de prisão por matar colega de trabalho em ônibus

Defesa conseguiu convencer os jurados a afastarem as qualificadoras e foi expedido o alvará de soltura, pois estava há mais de 2 anos preso
Lázaro Jr.
01/09/2023 às 17h30
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

O Tribunal do Júri de Penápolis (SP) condenou a 6 anos de prisão, o trabalhador rural Bruno de Souza da Silva, 21 anos, morador em Luiziânia, pelo assassinato do também trabalhador rural Pedro Gonçalves da Silva Brito, 29 . O crime aconteceu em um canavial em Penápolis, em 14 de maio de 2021.

 

O réu foi denunciado por homicídio qualificado pelo motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Entretanto, durante o julgamento no Fórum de Penápolis, na quinta-feira (31) a defesa feita pelos advogados Milton Walsinir de Lima, Nathaly Fernanda de Lima e César Augusto Silva Franzói convenceu os jurados a afastarem as qualificadoras.

 

O Júri foi presidido pelo juiz Vinícius Goncalves Porto Nascimento, que determinou o regime semiaberto para o início do cumprimento da pena. Como Silva aguardava encarcerado desde o crime, período que supera dois anos, foi determinada a expedição do alvará de soltura logo após o término do julgamento.

 

Caso

 

De acordo com a denúncia, réu e vítima trabalhavam como prestadores de serviço para uma usina de Penápolis e cerca de um mês antes haviam se desentendido. O motivo: Bruno teria dito aos empregadores que Pedro havia pego um cinto de segurança do ônibus que havia se soltado. Durante a discussão a vítima teria dado um tapa no peito do réu, que respondeu com ameaças.

 

Ainda de acordo com a denúncia, no dia do crime, os trabalhadores da usina foram levados de ônibus até Penápolis para descontarem os cheques referentes aos pagamentos. O grupo foi deixado na rodoviária e, ao desembarcar, Bruno teria comprado duas facas em uma loja.

 

Após retornar do banco o grupo embarcou novamente na rodoviária e quando o ônibus estava próximo ao trevo de acesso à usina, na rodovia Raul Forchero Casasco (SP-419), o réu teria se levantado e desferido um golpe por cima das costas de Pedro, que estava no banco da frente, utilizando um canivete.

 

Fugiu

 

Após o crime ele foi para o fundo do ônibus, segurando o canivete, mas foi contido pelos demais passageiros e deixou o canivete cair no assoalho do veículo. Porém, ele teria se apossado de um facão e, mediante ameaças, conseguiu sair do ônibus e fugiu em meio ao canavial.

 

Pedro foi levado ao pronto-socorro de Penápolis, mas não resistiu aos ferimentos. Durante diligências, a Polícia Militar encontrou e prendeu o réu nas imediações de outra usina, na rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Penápolis. Ele estava com o facão na cintura e ao ser ouvido, confessou o crime. 

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.