PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Justiça & Cidadania

Acusado de participar de assassinato de jardineiro será julgado nesta quarta-feira

Mandante do crime e o homem que teria atirado na vítima foram assassinados enquanto aguardavam julgamento
Lázaro Jr.
28/11/2023 às 22h25

O Tribunal do Júri de Araçatuba (SP) se reúne nesta quarta-feira (29) para o julgamento de Pedro Henrique de Carvalho, 31 anos, denunciado por homicídio duplamente qualificado por participação no assassinato do jardineiro Sidnei Rodrigues da Silva, crime ocorrido em 15 de fevereiro de 2016.

 

Em novembro de 2020, ele foi condenado a 9 anos de prisão pelo assassinato de Michael Jonathan Bernardo da Silva, que era filho de Sidnei. Com relação ao julgamento desta quarta, José Luís de Carvalho e Marcelo Cícero da Conceição Lopes, que também foram denunciados pelo crime, foram assassinados no decorrer do processo.

 

Segundo a denúncia, Sidnei foi morto a tiros quando seguia de carro na rotatória do bairro São José, na confluência das ruas Brigadeiro Faria Lima e Fundador Paulino Gatto. A investigação da Polícia Civil apontou que o crime teria sido encomendado por José Luís.

 

Vingança

 

Consta na denúncia que uma mulher devia dinheiro ao suposto mandante do crime e seria assediada sexualmente e humilhada por ele nas cobranças dessa dívida. A vítima teria presenciado uma dessas cobranças e se manifestado a favor da mulher.

 

Tal atitude teria desagradado José Luís, os dois discutiram, houve ameaças e o réu resolveu matar a vítima. Para isso, ele teria convidado o filho, Pedro Henrique, e o amigo dele, Marcelo, que passaram a perseguir a vítima e observá-la, aguardando o momento mais oportuno para matá-la.

 

Naquela noite, Sidnei teria sido surpreendido por Marcelo, que estaria na garupa da moto conduzida por Pedro Henrique, e foi alvejado por pelo menos três tiros, sem possibilidade de reação. Os três foram denunciados por homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. 

 

Condenação

 

Enquanto aguardava o julgamento desta quarta, Pedro Henrique foi condenado pelo assassinato do filho de Sidnei. Ele também foi morto a tiros em outubro de 2016, ao ser surpreendido quando saía de casa de carro com a família para ir ao mercado.

 

Pedro Henrique também foi condenado em 2018, a 10 anos e meio de prisão por tentar  matar atropelado um policial militar na avenida Abraão Buchala, durante uma blitz em 2015. 

 

Mortes

 

Marcelo Cícero da Conceição Lopes, acusado de ter atirado no jardineiro, foi morto a tiros em maio de 2020, em Rubiácea (SP). Ele havia mudado para aquela cidade naquela semana.

 

Na ocasião, um desconhecido teria pulado no quintal da casa onde ele morava, usando máscara facial, e atirado na vítima, que estava na área da residência. Marcelo ainda teria corrido para dentro da casa, mas foi acompanhado e executado pelo atirador.

 

Já José Luís de Carvalho foi morto a tiros em 22 de junho de 2021, na rua Antônio Pagan, no bairro Palmeiras, em Araçatuba. Na ocasião populares relataram que os autores do crime seriam dois homens que estavam em uma moto.

 

O julgamento desta quarta está marcado para começar às 9h e será realizado no Fórum de Araçatuba.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.