PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Justiça & Cidadania

Acusado de matar adolescente a facadas há 10 anos vai a Júri

Ronaldo Adriano Raimundo da Silva está foragido; ele não aceitou que a jovem de 17 anos optou por dar seguimento aos estudos e o deixou
Da Redação
29/08/2023 às 17h41
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

O Tribunal do Júri de Araçatuba (SP) se reúne nesta quarta-feira (30) para o julgamento de Ronaldo Adriano Raimundo da Silva, 33 anos, pelo assassinato de Danielle Laressa Sanches, 17 anos. Segundo a denúncia, os dois viveram em união estável por aproximadamente nove meses e a vítima foi morta a facadas, após romper o relacionamento. O réu está foragido.

 

O crime aconteceu no início da noite de 10 de outubro de 2013, na casa onde o casal havia residido, no bairro Araçatuba G. Ainda de acordo com a denúncia, durante o relacionamento o réu sempre demonstrou ser bastante ciumento. No início daquele mês, a jovem teria informado que pretendia dar seguimento aos estudos, ele foi contrário, por isso, o casal terminou o relacionamento. 

 

Emboscada

 

Na tarde daquele dia, Silva teria enviado uma mensagem à ex-companheira, pedindo para que o visitasse, informando que entregaria a ela o dinheiro referente à venda de uma geladeira e de uma cama, conforme haviam combinado após a separação.

 

A adolescente foi até o imóvel de mototáxi, o réu teria trancado o portão e os dois passaram a discutir. Ela teria sido agredida com socos no rosto e em seguida, golpeada com golpes de faca no peito e no pescoço.

 

Ferida, a vítima gritou por socorro e foi atendida por vizinhos, que pela janela viram o ex-companheiro dela fugindo pulando o muro dos fundos. O resgate foi acionado, a vítima recebeu o primeiro atendimento e foi levada à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos.

 

Foragido

 

De acordo com a imprensa de Alagoas, Silva foi preso na cidade de Viçosa, a 96 quilômetros da capital alagoana, dois anos após o crime, ao ser reconhecido pelo padrasto da vítima, enquanto caminhava por uma das ruas da cidade.

 

Ao ser detido ele apresentou documentos falsos à polícia, mas depois confessou a verdadeira identidade e o mandado de prisão contra ele, expedido em 2013, foi cumprido. Consta na sentença de pronúncia do réu para julgamento pelo Tribunal do Júri, que enquanto aguardava decisão da Justiça, Silva fugiu da unidade prisional onde estava, no Estado de Alagoas.

 

O julgamento está marcado para as 9h, no Fórum de Araçatuba.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.