PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Saúde & Bem-Estar

Os Cremes Antissinais realmente fazem efeito?

Profissionais da indústria de beleza e especialistas em cuidados com a pele vêm explorando essa questão de forma minuciosa, e novas descobertas e observações podem mudar a perspectiva sobre os produtos antissinais.
Da Redação
14/09/2023 às 20h30
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

A busca por produtos de cuidados com a pele que combatem os sinais de envelhecimento é uma constante na vida de muitas pessoas. Mas a pergunta que persiste é: "Afinal, creme antissinais funciona?".

 

Profissionais da indústria de beleza e especialistas em cuidados com a pele vêm explorando essa questão de forma minuciosa, e novas descobertas e observações podem mudar a perspectiva sobre os produtos antissinais.

 

De acordo com Lourdes Maria Duarte, gestora presidente da Minancora, algumas conclusões-chave podem explicar a veracidade desses cremes, por exemplo:

 

Consistência é a Chave: Manter uma rotina consistente de aplicação dos produtos antissinais é fundamental para alcançar os resultados desejados. A aplicação regular e a longo prazo parecem estar relacionadas às melhorias mais evidentes na pele.

 

Complementação com Outros Cuidados: Além disso, especialistas enfatizam a importância de combinar o uso de cremes antissinais com outros cuidados essenciais com a pele, como proteção solar diária e uma dieta equilibrada. Esses fatores desempenham um papel crucial na prevenção do envelhecimento precoce da pele.

 

Ingredientes Importantes: Foi observado que a presença de ingredientes como retinol, ácido hialurônico e antioxidantes desempenha um papel significativo na eficácia dos produtos antissinais. Produtos com concentrações mais altas desses ingredientes tendem a oferecer melhores resultados.

 

Diante dessas observações, a resposta para a tal pergunta dependerá da escolha do produto certo e do compromisso com uma rotina de cuidados com a pele abrangente.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.