PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Saúde & Bem-Estar

Hospital alerta sobre cuidados para evitar problemas cardíacos

Somente em 2023 foram registradas mais de 260 mil mortes por doenças cardiovasculares, sendo essa a principal causa de mortes no Brasil
Da Redação
06/09/2023 às 15h08
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Neste mês é realizada a campanha Setembro Vermelho, de conscientização e cuidados para a prevenção das doenças cardiovasculares. O Centro de cardiologia avançado do HB (Hospital de Base) de São José do Rio Preto, o HB Cor, aproveita a data para alertar a população sobre os cuidados necessários para evitar problemas cardíacos.

 

Segundo dados da SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia), somente em 2023 foram registradas mais de 260 mil mortes por doenças cardiovasculares, sendo essa a principal causa de mortes no Brasil.

 

Segundo o vice-diretor clínico do HB Cor, Dr. Elzo Mattar, esse número poderia ser menor com a realização de um cuidado simples: os check-ups de rotina. Doenças como diabetes, hipertensão e colesterol elevado são silenciosas e consideradas porta de entrada para problemas cardiovasculares mais sérios.

 

“O check-up permite que doenças sejam identificadas logo no início de seu aparecimento, evitando que a pessoa atinja casos graves da doença. No caso dos problemas cardiovasculares, esse cuidado é essencial para evitar infartos, Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) e insuficiências cardíacas”, afirma o especialista.

 

Mas, segundo Dr. Elzo, também existem sintomas que indicam a necessidade de exames. “Os mais comuns são palpitações, desconforto ou dor no peito, falta de ar, tontura ou vertigem, fadiga, cansaço excessivo e inchaço nas pernas, todos sintomas que podem estar relacionados a algum problema cardiovascular”, completa.

 

É comum que problemas cardiovasculares sejam associados a pessoas mais idosas. Mas, segundo o especialista, o ideal é que os check-ups comecem a ser realizados a partir dos 20 anos e intensificado ao longo da vida.

 

“O recomendado é fazer os exames ao menos uma vez por ano. Se houver histórico familiar, a frequência cai para cada seis meses. Além disso, a cada cinco anos deve-se realizar uma avaliação cardiológica completa e, a partir dos 40 anos, essa avaliação precisa ser anual. Hoje, temos toda a estrutura para realização de consultas e exames no HB Cor, dando maior comodidade na hora de tratar nossos pacientes”, ressalta Dr. Elzo.  

 

O risco de exercícios sem orientação

 

A realização de exercícios físicos é um dos principais fatores para uma boa manutenção da saúde. Mas, os problemas cardíacos silenciosos, como hipertensão, arritmias e cardiopatias em geral, podem ser um risco na hora de realizar exercícios, sendo o estopim para infartos e AVCs.

 

“Antes de começar uma atividade física regular, é necessário passar por avaliação cardiológica ou, no mínimo, fazer um eletrocardiograma. Somente assim é possível identificar cardiopatias que geram complicações por esforço físico, especialmente em atividades de alta intensidade”, afirma o cardiologista Dr. Elzo Mattar.

 

O especialista comenta que a relação entre exercícios e problemas cardiológicos é quase um paradoxo: eles precisam ser feitos e são essenciais para o bom funcionamento do coração, mas a falta da avaliação cardiológica é um fator de risco.

 

“Esse é mais um exemplo da importância dos check-ups. A realização de exercícios, somada a uma alimentação balanceada, é o conjunto perfeito para manter o coração saudável. Mas, tudo com orientação e cuidado”, finaliza Dr. Elzo.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.