PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Professora será investigada por possível injúria contra aluna em escola de Araçatuba

Teria pedido para uma estudante de 12 anos interpretar um boneco “por ser preta e não precisar de pintura”
Lázaro Jr.
28/09/2023 às 17h31

A DRE (Diretoria Regional de Ensino) de Araçatuba (SP) instaurou procedimento para averiguar possível ato de injúria praticado por uma professora de uma escola estadual da cidade contra uma estudante de 12 anos. O caso também foi denunciado à polícia, que vai instaurar um inquérito.

 

No registro, a mãe da adolescente cita que, na última sexta-feira (22), durante a aula de Projetos de Vida, a professora teria perguntado quais alunos já haviam feito a apresentação. Ainda de acordo com a mãe da menina, ao se direcionar a ela e a uma colega de classe, a educadora teria perguntado se a estudante não queria ser o boneco de alcatrão, pois "por ser preta”, não precisaria ser pintada.

 

O boneco de alcatrão faz parte de uma história infantil, chamada “O macaco e a velha”. Na história, uma senhora denominada “Firinfinfelha", fez um boneco de alcatrão e o colocou em meio ao bananal para enganar o macaco Simão, que estaria comendo as bananas.

 

Constrangimento

 

Segundo informado à polícia pela mãe da adolescente, após esse fato a filha dela teria ficado retraída e passado todo o final de semana triste, vindo a relatar o ocorrido a ela, que decidiu procurar a polícia.

 

A mulher relatou ainda no boletim de ocorrência que a filha dela ficou sem dormir devido ao constrangimento sofrido, e que uma irmã da adolescente procurou a direção da escola informando que comunicaria os fatos à polícia.

 

Investigação

 

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Estado da Educação emitiu nota informando que repudia qualquer tipo de discriminação, seja dentro ou fora das escolas. “Assim que tomou conhecimento do ocorrido, a Diretoria de Ensino de Araçatuba aplicou um termo de orientação de conduta à professora visando prevenir a recorrência desse tipo de comportamento”, informa em nota.

 

Segundo a Pasta, um supervisor foi encaminhado à unidade de ensino para averiguar o corrido e o comportamento da docente, podendo resultar em sanções administrativas.

 

Providências

 

Ainda de acordo com a secretaria, a responsável pela aluna foi chamada à unidade de ensino para uma conversa, juntamente com a equipe regional do Conviva-SP (Programa de Melhoria da Convivência e Proteção Escolar), e o psicólogo que atua na unidade, que estão acompanhando o caso.

 

“A unidade irá realizar ações de conscientização junto aos alunos e professores, garantindo o acolhimento da estudante no ambiente escolar. A Diretoria de Ensino de Araçatuba segue à disposição dos responsáveis para esclarecimentos”, finaliza a nota.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.