PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

PF estava à procura de filho de ex-prefeito de Birigui

Rodrigo Borini teria trabalhado como cozinheiro em acampamento montado na frente do Tiro de Guerra na cidade
Lázaro Jr.
05/09/2023 às 12h36
Equipes se apresentaram na Delegacia da Polícia Federal em Araçatuba após cumprimento de mandados (Foto: Lázaro Jr.) Equipes se apresentaram na Delegacia da Polícia Federal em Araçatuba após cumprimento de mandados (Foto: Lázaro Jr.)

O ex-prefeito de Birigui (SP), Wilson Carlos Rodrigues Borini, confirmou à reportagem que recebeu a visita de uma equipe da Polícia Federal na casa dele na manhã desta terça-feira (5). De acordo com ele, os agentes estavam à procura do filho dele, Rodrigo Augusto Albani Borini.

 

Ainda segundo o ex-prefeito, o filho dele trabalhou de forma voluntária como cozinheiro no acampamento montando na frente do Tiro de Guerra de Birigui e por isso pessoas o teriam relacionado como financiador do grupo que viajou para Brasília (DF), onde ocorreram as invasões dos prédios dos Três Poderes, em 8 de janeiro.

 

“Meu filho não tem nada a ver com os financiadores, ele trabalhou como cozinheiro do pessoal que se manifestava pelo bem do País, que eles chamam de terroristas. Os policiais estiveram na minha casa porque ele mora no sítio. Os agentes foram muito educados, conseguiram falar com ele e foram embora”, informou.

 

Nota

 

A reportagem também recebeu nota da assessoria jurídica do Grupo Albani Sociedade de Advogados, que representa do ex-prefeito Borini, que confirma que a diligência realizada hoje pela Polícia Federal em endereço na rua Anhanguera, 259, em Birigui, não tem qualquer relação com Borini.

 

"Em outras palavras, não existe qualquer vinculação entre a mencionada diligência e a esfera da vida privada ou pública do Sr. Wilson Carlos Rodrigues Borini. Embora o mandado em questão tenha sido executado na residência do ex- prefeito de Birigui, é importante destacar que referido mandado cumprido pela PF diz respeito às investigações de supostos atos antidemocráticos ocorrido no dia 8 de janeiro de 2023, cujo cumprimento deu-se em relação ao Sr. Rodrigo Augusto Borini" , informa a nota.

 

Ainda segundo o escritório de advocacia, o mandado de busca da PF não foi cumprido na residência de Rodrigo porque o imóvel é de difícil acesso. "Nesse sentido, ele prestou os devidos esclarecimentos a fim de colaborar com as investigações, inclusive mantém-se a disposição para eventuais aclaramentos no âmbito judicial a fim de concluir que não teve qualquer participação para prática de qualquer crime" , finaliza a nota. 

 

Buscas

 

No início da manhã a reportagem passou a receber um vídeo da presença de viatura e equipes da Polícia Federal na casa do ex-prefeito Borini, em Birigui. Os mandados de busca que estão sendo cumpridos fazem parte de mais uma fase da Operação Lesa Pátria , que investiga os atos ocorridos no dia 8 de janeiro de Brasília.

 

Ainda de acordo com o que foi informado, nesta etapa estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão contra suspeitos de terem participado do financiamento dos atos que resultaram na invasão, depredação e furtos de objetos nos prédios dos Três Poderes.

 

Ao todo foram expedidos 53 mandados de busca e apreensão para serem cumpridos sete Estados nesta fase, dos quais, 12 mandados são no Estado de São Paulo. A assessoria de imprensa da PF informou que não tem a relação dos mandados por municípios, assim, não é possível saber quantos foram cumpridos na região de Araçatuba.

 

Durante o período em que a reportagem esteve na delegacia da Polícia Federal em Araçatuba, duas equipes chegaram com materiais e com uma caminhonete que teria sido apreendida em Birigui. A Polícia Federal de Jales informou que encaminhou uma viatura no apoio para Araçatuba, mas não teriam sido cumpridos mandados de busca e apreensão naquela região.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.