PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Operação mira organização criminosa voltada ao roubo de caminhões

Ação do Gaeco foi realizada em conjunto com PRF e Polícia Civil; grupo atuava principalmente na Rodovia Regis Bitencourt, mas há indícios de roubos em outras rodovias
Da Redação
19/10/2023 às 18h24
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público deflagrou nesta quarta-feira (18), em conjunto com Polícia Rodoviário Federal e Polícia Civil, uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa voltada ao roubo de cavalos tratores em rodovias paulistas, bem como ao desmanche de veículos, à reinserção de peças no mercado e lavagem de capitais.

 

De acordo com as investigações, o núcleo voltado aos roubos agia abordando violentamente motoristas de caminhões enquanto estes descansavam à beira das rodovias. Os trabalhadores eram mantidos reféns até que os veículos estivessem em galpões prontos para o desmanche.

 

Na sequência, um segundo grupo promovia a imediata retirada de peças, garantindo que o produto do crime fosse revertido em benefício financeiro. Para tanto, a organização criminosa contava ainda com uma rede de laranjas para aquisição de imóveis e veículos de luxo.

 

Foco

 

Segundo o que foi informado à reportagtem, há elementos de que o grupo atuava principalmente na rodovia Regis Bitencourt, contudo, há indícios de roubos em outras rodovias, como a Rodovia Fernão Dias. Ao todo, foram cumpridos 32 mandados, sendo 30 no Estado de São Paulo e dois no Paraná.

 

Ainda de acordo com o que foi informado, os mandados foram cumpridos em São Paulo, Osasco, Jandira, Santana do Parnaíba, Barueri, Mauá, São Bernardo do Campo, Cajamar, Vargem Grande Paulista, Cotia, Diadema, Santo André, Itupeva, Igaratá, Araras e Maringá (PR). 


As diligências resultaram em duas prisões em flagrante, que ocorreram em Maringá, e foram apreendidos veículos de luxo e recuperados diversos caminhões e peças automotivas de origem ilícita. Também foram localizados instrumentos eletrônicos utilizados pelo grupo para a prática de crimes, como bloqueadores de sinais de GPS, conhecidos como jammers. As apreensões aconteceram em Osasco e Maringá.

 

As diligências mobilizaram aproximadamente 35 representantes do Ministério Público, 50 policiais rodoviários federais e 140 policiais civis. No Paraná, a operação recebeu apoio do Gaeco do Estado.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.