PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Mulher esfaqueada em condomínio havia rompido o relacionamento

Disse à polícia que havia proibido o ex de entrar no apartamento, mas foi surpreendida ao entrar no imóvel
Lázaro Jr.
23/11/2023 às 21h45
Foto: Lázaro Jr. Foto: Lázaro Jr.

A mulher de 34 anos que foi esfaqueada na manhã desta quinta-feira (23) em um condomínio de apartamentos em Araçatuba (SP), informou à polícia que havia terminado o relacionamento com o autor do crime havia uma semana.

 

O investigado, um barbeiro de 46 anos, foi preso em flagrante e confessou o crime. Segundo a polícia, em declarações ele disse que esfaqueou a ex-companheira após discussão, por ela ter feito ameaças e afirmado que ele “seria corno”.

 

Os policiais militares que apresentaram a ocorrência relataram que pouco depois das 9h foram comunicados de uma tentativa de feminicídio no condomínio que fica na avenida Umuarama. No local eles viram populares tentando imobilizar o investigado ainda na parte interna do condomínio.

 

A mulher estava caída no chão, próximo da entrada da portaria, com várias perfurações e muito sangramento. Segundo a polícia, havia uma pessoa da área da saúde prestando os primeiros socorros à vítima, que foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada ao pronto-socorro da Santa Casa.

 

Preso

 

O acusado foi imobilizado pelos policiais militares que precisaram utilizar da força física para algemá-lo, pois ele estaria alterado e muito agressivo. Em conversa com a polícia ele alegou que durante discussão com a ex-companheira, pegou a faca no apartamento e correu atrás dela, desferindo golpes. A faca foi apreendida. 

 

O acusado informou aos policiais que após o término do relacionamento passou a residir em Birigui, mas não soube informar o endereço. A equipe que apresentou a ocorrência também esteve no hospital, mas não conseguiu falar com a vítima, que passava por exames para avaliar a gravidade das lesões.

 

Sem reação

 

Durante o registro da ocorrência uma equipe feminina de investigação da Polícia Civil esteve no pronto-socorro e conseguiu falar com a vítima, que se queixava de fortes dores. Ela contou que o casal havia terminado o relacionamento havia uma semana e disse que havia avisado no condomínio que o ex-companheiro dela não deveria mais entrar no prédio.

 

Ainda na versão da mulher, ao entrar no apartamento ela foi surpreendida pelo acusado, que já estaria de posse de uma faca. Segundo a vítima, sem que ela pudesse reagir, ele a atacou, desferindo um golpe contra o braço dela. 

 

Diante do ataque a vítima correu, mas foi acompanhada e golpeada várias vezes, até cair na entrada da portaria, onde foi socorrida e o investigado detido. Ela negou que tivesse ameaçado o ex-companheiro e que o tivesse chamado de corno. Por fim, disse que nunca registrou boletim de ocorrência contra o investigado por medo de represálias. 

 

Investigação

 

Equipe do Instituto de Criminalística foi acionada para fazer perícia no apartamento e na área comum do condomínio por onde o casal passou. O aparelho celular do acusado foi recolhido e também será encaminhado para análise.

 

Após ser ouvido ele permaneceu à disposição da Justiça e deverá ser indiciado por tentativa de feminicídio. A mulher permaneceu em atendimento médico. O hospital não divulga informações sobre o estado de saúde de vítimas de tentativa de homicídio.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.