PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Mulher de Birigui é assassinada a facadas em Ilha Solteira; acusado foi preso ao ser flagrado estuprando outra mulher

Envolvidos estariam em situação de rua e acusado do crime teria relacionamento amoroso com a mulher assassinada, que foi esfaqueada na frente da delegacia, para onde correu para pedir socorro
Lázaro Jr.
16/01/2024 às 16h29
A faca usada no feminicídio e no estupro foi apreendida pela polícia (Foto: Divulgação) A faca usada no feminicídio e no estupro foi apreendida pela polícia (Foto: Divulgação)

Lucimara Ribeiro da Cruz, 47 anos, de Birigui (SP), foi assassinada na manhã desta terça-feira (16) em Ilha Solteira, onde estava vivendo. O acusado do crime é um homem de 52 anos, que estaria se relacionamento amorosamente com ela. Ele foi preso em flagrante momentos após o assassinato, ao ser surpreendido quando estuprava outra mulher, de 23 anos. Segundo o que foi apurado, todos os envolvidos estariam em situação de rua.

 

O feminicídio aconteceu por volta das 6h, na alameda Pernambuco. Guardas municipais relataram que foram procurados por um homem que informou que havia uma mulher ferida, caída na frente da delegacia.

 

Uma equipe foi enviada ao local, que foi preservado para perícia. Ainda de acordo com o que foi relatado, uma pessoa que estava no local relatou ter visto um homem desferindo um golpe de faca no peito da vítima, que correu em direção à delegacia para pedir ajuda. Porém, ela teria sido perseguida pelo autor, que desferiu um segundo golpe antes de fugir, levando a faca consigo.

 

Estupro

 

Após serem comunicadas do crime, as polícias Civil e Militar deslocaram equipes para saírem em diligências na tentativa de localizar o autor do crime. Quando passavam pela antiga "Casa Pai", os policiais viram um rastro de sangue que levava ao interior do prédio. Eles entraram no imóvel e ao chegar a um quarto, surpreenderam o acusado estuprando a outra vítima, tendo uma faca suja de sangue no chão, ao lado do casal.

 

Ele foi detido e, ao ser ouvida, a mulher informou que havia sido abordada nas imediações e atraída até o prédio. Já no imóvel, ela teria sido ameaçada com o uso da faca e obrigada a manter relação sexual com o investigado. A vítima inclusive teria tido a camiseta que vestia cortada pelo acusado com o uso da faca.

 

Como o acusado tinha um ferimento no pulso, ele foi encaminhado para atendimento médico antes de ser apresentado no plantão policial. A vítima também foi socorrida e levada ao hospital para atendimento médico.

 

Ameaça

 

A polícia ainda encontrou outro homem que relatou que havia visto o acusado do crime com a mulher que depois foi assassinada, por volta das 5h, em uma loja de conveniência. Na ocasião, ao passar por ele, o acusado de feminicídio teria ficado com ciúmes da mulher dele, sacado uma faca e o atacado esse outro homem, tentando desferir um golpe na direção do pescoço dele.

 

A vítima, que também estaria em situação de rua, contou à polícia que conseguiu desviar do golpe e correu para outro lugar. Entretanto, ele não teria conseguido dormir por ter ficado preocupado e decidiu procurar a polícia para informar o ocorrido.

 

Porém, ao chegar no prédio, ele encontrou a mulher já ferida, vindo a reconhecê-la por foto, de vê-la na rua anteriormente. Ele também reconheceu o investigado como sendo o autor do crime e representou contra ele por ter sido atacado com o golpe de faca .

 

Preso

 

O acusado foi preso em flagrante por feminicídio e estupro de após ser ouvido permaneceria à disposição da Justiça para ser apresentado em audiência de custódia. O corpo de Lucimara, que chegou a ser levada para o hospital, mas não sobreviveu, passaria por exame necroscópico.

 

A reportagem apurou que por volta das 15h o corpo permanecia no IML (Instituto Médico Legal), sem previsão de quando seria liberado e para onde seria levado.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.