PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Motoboy de 25 anos morre após atropelar cavalo em Araçatuba

Aconteceu em um acesso à rodovia Jorge Maluly Neto, na altura do bairro Traitu; mulher também atropelou equino
Lázaro Jr.
09/02/2024 às 07h17
Renan da Silva Borges tinha 25 anos (Foto: Reprodução) Renan da Silva Borges tinha 25 anos (Foto: Reprodução)

O motoboy Renan da Silva Borges, 25 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (9) ao atropelar um cavalo quando passava por uma alça de acesso da rodovia Jorge Maluly Neto (SP-463), na altura do bairro Traitu, em Araçatuba.

 

Segundo os policiais militares que atenderam a ocorrência, pouco antes das 2h30 houve chamado para atendimento a uma ocorrência de atropelamento de animal nesse acesso, que fica na altura do quilômetro 40 da estrada.

 

No local eles encontraram o cavalo morto caído pela via e o motoboy também caído na lateral do asfalto, com ferimentos graves, porém com vida. O Corpo de Bombeiros foi acionado e uma equipe de resgate o encaminhou ao pronto-socorro da Santa Casa após o primeiro atendimento.

 

Outro carro

 

Ainda segundo a polícia, foi constatado que a vítima conduzia uma Honda Titan 125 quando teria atropelado o equino que estaria solto pela via. No local estava também uma cabeleireira de 32 anos, moradora no bairro Morada dos Nobres, que também teria atropelado o animal.

 

Ela conduzia um Fiat Uno e teria passado sobre o equino quando ele já estaria morto e caído na via. Segundo a polícia, após o atropelamento ela seguiu para a casa dela, onde percebeu que o para-choque do veículo, junto com a placa de identificação, teria caído no momento da colisão.

 

Danos

 

A mulher reltou que ao retornar ao local, ela descobriu que havia um motociclista envolvido e que estaria com ferimentos graves. Durante o atendimento à ocorrência os policiais foram informados que Borges não havia resistido aos ferimentos e havia morrido.

 

A moto foi liberada após a realização de perícia e o carro, que havia sido removido do local, deverá ser periciado posteriormente. Após o término da ocorrência o caso foi apresentado no plantão policial e registrado como homicídio culposo (sem intenção) na condução de veículo.

 

Segundo a polícia, até o registro da ocorrência não havia sido identificado o proprietário do animal, que não possuía sinais de identificação. O corpo do motoboy foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico antes de ser liberado para velório e enterro.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.