PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Mãe pode responder por denunciação caluniosa após acusar educadora de agressão a filho em creche

Imagens gravadas pelas câmeras mostram que o arranhão no braço do menino foi feito por um coleguinha e não pela professora
Lázaro Jr.
04/10/2023 às 19h28
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

A mãe de uma criança de 4 anos que estuda em uma escola infantil de Araçatuba (SP) poderá responder criminalmente por denunciação caluniosa, por ter acusado uma educadora de ter agredido o filho dela. A mulher, de 30 anos, procurou a polícia na última sexta-feira (29), alegando que na quinta-feira o filho dela teria chegado em casa com arranhões e uma mordida na barriga.

 

Segundo a mulher, ao perguntar à criança o que havia acontecido, ela teria dito que a mordida teria sido dada por um coleguinha, mas os arranhões no braço seriam da “tia da bicicleta” , que teria sido agressiva com ele.

 

A mãe do menino disse que esteve na escola da sexta-feira, conversou com uma educadora, que teria informado que não tinha conhecimento do fato, pois ela trabalhava no período da manhã e a suposta agressão teria ocorrido no período da tarde.

 

Ainda segundo a mulher, a diretora da escola teria marcado para recebê-la na segunda-feira pela manhã, mas até às 8h não havia aparecido. A mãe do aluno relatou que mandou mensagem para a diretora, que teria respondido que estaria se sentido ameaçada. Por fim, a mulher disse à polícia que não estava obtendo nenhuma providência em relação às agressões sofridas pelo filho dela.

 

Imagens

 

Na manhã de terça-feira a professora da criança esteve na delegacia e informou que no local onde ocorreram os fatos na escola há câmeras de monitoramento. Ainda de acordo com ela, ao analisar as imagens foi possível notar que não houve qualquer agressão por parte dela ao estudante, já que o vídeo mostra o menino apontando para o arranhão no braço e o coleguinha que teria causado a lesão.

 

Assim, o caso foi registrado como lesão corporal devido à denúncia feita pela mãe e por denunciação caluniosa, após o relato da professora.

 

Providências

 

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura, que informou que ficou esclarecido que não houve nenhuma agressão à criança. “Como o caso é apurado pela Polícia Civil, caberá a eles, o encaminhamento e as medidas a serem aplicadas, no caso de denunciação caluniosa, isso na esfera criminal” , informa a nota.

 

Ainda de acordo com a administração municipal, na esfera administrativa, assim que a Secretaria de Educação tomou conhecimento dos fatos, o caso foi imediatamente levado ao conhecimento da Corregedoria.

 

Como foi esclarecido que não houve por parte da profissional nenhum ato contra a criança, que foi outra criança que a arranhou, não há nenhuma penalidade a ser imposta à profissional, pois não houve nenhum delito.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.