PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Jovem que morreu após bater em árvore em Birigui não tinha habilitação

Estaria fugindo da Polícia Militar com a Honda Biz da mãe dele, que possuía medida protetiva contra ele
Lázaro Jr.
06/11/2023 às 16h10
Imagem: Ilustração/Divulgação Imagem: Ilustração/Divulgação

Thales Eduardo Souza Rodrigues, 20 anos, que morreu no último domingo (5) na Santa Casa de Araçatuba (SP), estaria fugindo de abordagem policial quando bateu a motoneta que conduzia em uma árvore, em Birigui.

 

O registro da ocorrência da Polícia Militar só foi apresentado na delegacia nesta segunda-feira (6), relatando que o caso teria acontecido na noite de terça-feira (31). Nele consta que em contato com o pronto-socorro de Birigui, a polícia foi informada que possivelmente a vítima havia fraturado a clavícula e ficaria em observação.

 

Ainda de acordo com o registro, naquela noite uma equipe em patrulhamento preventivo pela avenida Prof.ª Geracina Menezes Sanches teria se deparado com uma Honda Biz em alta velocidade, vindo da rua Darci Balabem.

 

Fugiu

 

Nesse momento teria tido início o acompanhamento, com ordem de parada, que teria sido desrespeitada. Rodrigues teria seguido por várias ruas em alta velocidade, chegando a pular do veículo na marginal da rodovia Gabriel Melhado (SP-461), mas retornando em seguida.

 

Porém, ao ingressar na contramão de direção na rua Eralina Ferreira do Nascimento, na altura do numeral 455, teria se chocado contra a árvore. O Corpo de Bombeiros foi comunicado e enviou a unidade de resgate para o primeiro atendimento.

 

Sem habilitação

 

Segundo a polícia, nesse momento foi constatado que o condutor da motoneta não era pessoa habilitada para conduzir veículo automotor. Além disso, os policiais relataram que fizeram contato com a mãe dele, que informou que possuía medida protetiva contra o filho.

 

Ela contou que Rodrigues seria usuário de drogas, a agrediria, ameaçava e roubava por causa do vício. Disse ainda que ele teria invadido a casa dela e pego a Honda Biz sem autorização.

 

Investigação

 

Os policiais que apresentaram a ocorrência relataram que uma equipe esteve no plantão policial, onde o delegado plantonista havia determinado que o Instituto de Criminalística fosse acionado para realizar perícia, mas teria dispensado a apresentação da ocorrência.

 

A motoneta foi apreendida e encaminhada ao pátio de um guincho por estar com um dos pneus desgastado. O caso foi registrado inicialmente como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor. Porém, com a morte, ocorrida na madrugada de domingo, passará a ser investigado como homicídio na direção de veículo automotor.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.