PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Homem é esfaqueado pela esposa em Buritama

A mulher teria agido em legítima defesa, após ser agredida pelo marido, na presença da filha do casal
Lázaro Jr.
06/12/2023 às 21h54
Foto: Ilustração/Divulgação Foto: Ilustração/Divulgação

Um autônomo de 63 anos foi ferido com golpes de faca na madrugada desta quarta-feira (6) em Buritama (SP), pela própria esposa, uma faxineira de 45 anos. O caso aconteceu na residência do casal, na frente da filha, uma adolescente de 16 anos.

 

Os policiais militares que apresentaram a ocorrência relataram que foram comunicados do crime por volta das 3h e no local encontraram com a mulher. Ela relatou que estava dormindo e acordou com o marido sobre ela, tentando esganá-la.

 

Ainda de acordo com a mulher, a filha do casal ouviu os pedidos de socorro e tentou defender a mãe, atacando o pai com golpes de capacete. Como o homem teria prosseguido com as agressões, desferindo socos na vítima, ela usou a faca para se defender, golpeando-o na altura do abdome.

 

Socorro

 

A mulher disse ainda que ao perceber que a viatura policial estava na frente da casa dela, imediatamente soltou a faca e correu na direção dos policias pedindo ajuda. 

 

Os policiais que atenderam a ocorrência informaram que viram a faca de cozinha com cabo de madeira que teria sido utilizado e a deixaram no local, que foi preservado para a realização de perícia. Posteriormente ela foi recolhida pela equipe do Instituto de Criminalística.

 

Legítima defesa

 

O delegado que presidiu a ocorrência entendeu que a mulher agiu em legítima defesa ao golpear o marido, já que estaria sendo agredida fisicamente. Ao ser ouvida na delegacia, ela contou que a filha havia pego a faca para tentar defendê-la, mas não chegou a usá-la. Ela teria sido a adolescente que chamou a polícia.

 

Ainda de acordo com o que foi relatado, após desferir o primeiro golpe o homem teria prosseguido com as agressões, por isso ele teria sido golpeado pela segunda vez.

 

Investigação

 

O caso foi registrado como lesão corporal e excludente de ilicitude legítima defesa, mas um inquérito deve ser instaurado para apurar se houve excesso, dolo ou o se o crime foi culposo. 

 

Tanto a mulher como o homem passariam por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) para apurar a gravidade das lesões. Não há informações sobre o estado de saúde do homem.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.