PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Ex-diretor de Saúde de Birigui morre após bater carro em moto

Amauri Cesar Bini estava internado na Santa Casa de Araçatuba e morreu na noite de segunda-feira
Lázaro Jr.
02/01/2024 às 17h58
Amauri César Bini tinha 65 anos (Foto: Reprodução) Amauri César Bini tinha 65 anos (Foto: Reprodução)

Amauri Cesar Bini, 65 anos, que foi diretor de Saúde na Prefeitura de Birigui (SP) na gestão do ex-prefeito Cristiano Salmeirão (2017/20), morreu na noite de segunda-feira (1) na Santa Casa de Araçatuba, onde foi internado após se envolver em uma ocorrência no trânsito.

 

Segundo o que foi apurado pela reportagem, por volta das 20h de quarta-feira (27) Bini conduzia um Toyota Corolla pela rua Dr. Arthur Cordeiro, quando bateu em uma moto. O motociclista, também aposentado de 56 anos, disse à polícia que estava com uma Honda Bros estacionada.

 

Ele conversava com um amigo sobre o veículo, quando foi atingido pelo Corolla conduzido por Bini. Segundo o motociclista, com com o impacto ele foi arremessado alguns metros à frente, sofreu escoriações nas mãos, pernas e no queixo, mas recusou passar por atendimento médico. 

 

Caído

 

Os policiais que atenderam a ocorrência relataram que encontraram Bini caído no chão, atrás do carro, com sinais de possível embriaguez. A reportagem apurou que ele teria caído ao descer do veículo, e batido a cabeça, informação que é extraoficial.

 

Segundo os policiais que apresentaram a ocorrência, ele exalava álcool, estaria com fala dispersa e dificuldade de equilíbrio, sem conseguir responder o que lhe era perguntado. Ao ser oferecido o teste do bafômetro Bini teria recusado. O socorro foi feito por uma ambulância da Prefeitura e, segundo a polícia, ao ser colocado na maca, a vítima vomitou e foi levada ao pronto-socorro municipal. 

 

Sangramento

 

A equipe médica que fez o atendimento relatou que o paciente seria encaminhado para tomografia, pois apresentava sangramento na cabeça. Posteriormente foi constatado hematoma na região do crânio e Bini teve que ser encaminhado para Araçatuba, para exame neurológico.

 

Por isso não foi possível apresentá-lo no plantão policial para prestar declarações e nem colher eventual autorização para coleta de sangue, para realização de exame toxicológico. Também não foi possível apresentá-lo no IML (Instituto Médico Legal) para eventual exame clínico.

 

O carro dele foi recolhido por um guincho por não ter sido encontrada pessoa habilitada na ocasião para retirá-lo do local.

 

Morreu

 

Já no início da noite de segunda-feira, um filho de Bini esteve no plantão policial em Birigui para comunicar a morte do pai dele, que teria ocorrido por volta das 20h, na Santa Casa de Araçatuba. Diante do óbito, o corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico e toxicológico, que deve apontar a causa da morte.

 

Biografia

 

A reportagem encontrou uma breve biografia de Bini no site Museu de Birigui. Nela consta que ele era formado em Ciências Contábeis e teria iniciado a trajetória profissional na Fábrica de Móveis Brasil. Posteriormente trabalhou na Casa do Sol, que comercializava materiais de construção, onde permaneceu por 14 anos.

 

Na época de expansão da industrialização calçadista em Birigui, Bini instalou a Indústria de Calçados Carbi, em 1984. A empresa permaneceu em atividade até 1993. Após o encerramento das atividades ele permaneceu no setor calçadista, por meio da Bini Representações, empresa de vendas de componentes para calçados.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.