PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Polícia

Condenado por furtos de gado na região é preso em Birigui

A Polícia Civil encontrou com ele um caminhão que teria sido usado um furto de gado em Buritama, no último sábado
Lázaro Jr.
01/02/2024 às 12h55

A Polícia Civil de Birigui (SP) prendeu nesta quinta-feira (1), Edmar Pestana Garcez, 52 anos, que foi condenado a 10 anos de prisão pela Justiça de Tupã, por dois furtos de gado ocorridos em 2014. Ele seria chefe de um grupo que faria furtos de animais em propriedades rurais da região.

 

Durante o cumprimento do mandado de prisão, em uma propriedade no bairro rural do Córrego Fundo, em Birigui, a equipe da Delegacia do Município apreendeu um caminhão Ford F-4000, com gaiola para transporte de animais. Segundo a investigação, esse veículo havia sido utilizado em um furto de gado ocorrido no último sábado (27), em Buritama.

 

A reportagem apurou que a equipe de investigação vinha monitorando Garcez e na manhã desta quinta-feira, os policiais tiveram conhecimento de que ele estaria com esse caminhão com gaiola para transporte de gado nessa propriedade no bairro rural do Córrego Fundo.

 

Em diligências ao local a equipe localizou o veículo e também o réu, que foi abordado, revistado e não trazia nada de irregular. Como foi confirmado que havia contra ele o mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de Tupã, com a sentença determinando o cumprimento da pena no regime inicial fechado, ele foi apresentado no plantão policial.

 

Condenação

 

A reportagem teve acesso ao julgamento do recurso contra a sentença de condenação e nele consta que um dos furtos aconteceu na madrugada de 18 de março de 2014, em uma fazenda na zona rural do município de Arco-Íris. Na ocasião, foram levadas 14 cabeças de gado, sendo nove vacas e cinco novilhas, todas da raça Nelore, avaliadas em R$ 19.620,00.

 

O outro furto aconteceu na madrugada de 16 de maio do mesmo ano, na mesma fazenda, quando foram levadas 28 cabeças de gado, todas novilhas Nelore, avaliadas em R$ 40.320,00. Quatro homens foram réus nesse processo, sendo que Garcez foi apontado como sendo um dos chefes do grupo. 

 

Araçatuba

 

A denúncia cita que o gado furtado era transportado até Araçatuba e deixado em uma área de arrendamento no bairro rural da Jacutinga. Cabia a Garcez comprar notas fiscais “frias” para dar entrada dos animais no nome dele, para depois revendê-lo em leilões em Araçatuba e região.

 

Ainda segundo a denúncia, o grupo comandado por Garcez fazia furtos nas regiões de Tupã e Araçatuba e entregava os animais na cidade e em Mirante do Paranapanema.

 

Investigação

 

O inquérito com relação ao furto ocorrido em Buritama segue tramitando e além do caminhão, a polícia também apreendeu o celular do réu, que deve ser encaminhado à cadeia de Penápolis e ficará à disposição da Justiça para dar início ao cumprimento da pena.

 

O registro da captura foi acompanhado pelo advogado André Doná.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.