PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Cotidiano

Morador em Guararapes está na Cisjordânia e acompanha com apreensão o conflito com Israel

Abdel Fatah está visitando a mãe dele, que mora no território da autoridade Palestina, a 80 quilômetros da Faixa de Gaza
Lázaro Jr.
10/10/2023 às 10h38
O professor aposentado Abdel Fatah está na parte território da autoridade Palestina na Cisjordânia (Foto: Divulgação) O professor aposentado Abdel Fatah está na parte território da autoridade Palestina na Cisjordânia (Foto: Divulgação)

O professor aposentado Abdel Fatah, que foi diretor da Câmara Municipal e secretário da Cultura em Guararapes (SP), está acompanhando apreensivo o andamento do conflito que teve início no último sábado (7), quando o grupo terrorista Hamas, que governa a Faixa de Gaza, invadiu Israel, matando e sequestrando civis.

 

Ele está na parte território da autoridade Palestina na Cisjordânia, onde foi visitar a mãe dele, que mora no local com demais familiares. “A minha mãe de 90 anos mora aqui e eu venho visitá-la”, conta.

 

Fatah informa que já se inscreveu no Itamaraty e tem o retorno para o Brasil previsto para o dia 7 de dezembro, coincidentemente um dia antes do aniversário de Guararapes. Entretanto, ele informa que se conflito piorar, pretende retornar antes ao Brasil.

 

Localização

 

O professor aposentado comenta que a mãe dele mora em uma cidade chamada Kofer Mallek, que fica próxima a Ramallah, que significa "Monte de Deus" ou "Morada do Senhor" , cidade palestina com cerca de 32 mil habitantes, situada no centro da Cisjordânia, na Autoridade Nacional Palestina, aproximadamente 15 km ao norte de Jerusalém.

 

De acordo com ele, o único reflexo que sentiu até agora em função do conflito foi o aumento no valor do dólar. “Hoje mesmo fui fazer compras numa cidade vizinha, fui e voltei não vi nada, mas o dólar subiu”, conta.

 

Fatah conta que no momento não há interferência no abastecimento de energia e de água na cidade onde está, que inclusive possui uma mina que abastece praticamente um milhão de habitantes, de acordo com ele.

 

Deslocamento

 

“O único problema aqui na Cisjordânia é que tem várias colônias de Israel dentro do território da Palestina, aí eles fecham as estradas”, informa. Ainda segundo o professor aposentado, quando isso ocorre, aumentam-se as distâncias para se locomover.

 

“É como se por exemplo para ir de Guararapes para Araçatuba, você tivesse que fazer um caminho muito longo, tendo que ir para Adamantina, passando por Penápolis, Birigui para aí chegar em Araçatuba”, comenta.

 

Israel: Itamaraty confirma morte de brasileiro que estava desaparecido

 

O governo brasileiro confirmou, na manhã desta terça-feira (10), a morte do brasileiro Ranani Nidejelski Glazer, 24 anos, vítima dos ataques do Hamas na Faixa de Gaza.

 

Glazer estava na festa rave Universo Paralello, que ocorria em Israel, próximo à Faixa de Gaza, no último sábado (7). Mais de 260 corpos foram encontrados após os ataques no local onde ocorria a festa, foram encontrados

 

"O governo brasileiro tomou conhecimento, com profundo pesar, do falecimento do cidadão brasileiro Ranani Nidejelski Glazer, natural do Rio Grande do Sul, vítima dos atentados ocorridos no último dia 7 de outubro, em Israel".

 

A nota, que foi compartilhada na íntegra pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também reafirma o repúdio do governo à violência na região: "ao solidarizar-se com a família, amigas e amigos de Ranani, o Governo brasileiro reitera seu absoluto repúdio a todos os atos de violência, sobretudo contra civis". (Por Agência Brasil)

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.