PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Cotidiano

Araçatuba passará a contar com sistema de monitoramento por câmeras

Contrato de R$ 889 mil prevê a instalação de 60 câmeras para ajudar na segurança e monitorar descarte irregular de resíduos e fiscalizar o trânsito
Lázaro Jr.
18/01/2024 às 18h15
Imagem: Ilustração Imagem: Ilustração

Já teve início a instalação de 60 câmeras de monitoramento em 46 locais específicos de Araçatuba (SP), para auxiliar no combate à criminalidade, coibir descartes irregulares de lixo e entulho e na fiscalização do trânsito.

 

Segundo nota divulgada pela Prefeitura nesta quinta-feira (18), o sistema entrará em funcionamento assim que a empresa contratada finalizar a instalação das câmeras, etapa prevista para ser concluída até o final de fevereiro.

 

Entretanto, de acordo com o que foi informado, as imagens captadas nos locais onde os equipamentos já foram instalados estão sendo disponibilizadas para a Polícia Militar, para Guarda Municipal e para a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana.

 

O contrato prevê que elas também serão compartilhadas com a Polícia Civil, a Polícia Federal e com a Polícia Militar Rodoviária e Ambiental.

 

Contrato

 

Ainda segundo a Prefeitura, o contrato com a empresa Camerite Sistemas S.A. foi assinado em 21 de dezembro de 2023. Como o software utilizado é exclusivo da empresa contratada, não foi realizada licitação, de acordo com a administração municipal.

 

O investimento para o primeiro ano de funcionamento do sistema é de R$ 889 mil e inclui o custo de implantação e o pagamento mensal pela prestação do serviço. O contrato é pelo período de um ano, mas poderá ser renovado por até 12 anos, de acordo com a administração municipal.

 

Segurança

 

Essas 60 câmeras serão instaladas em 46 pontos específicos da cidade. Serão 17 câmeras em 17 locais, destinadas ao chamado “cerco eletrônico”. "A ideia básica é deixar nossa cidade mais segura através da instalação de um cerco eletrônico com tecnologia de inteligência artificial”, informa o chefe de Gabinete da Prefeitura, coronel Deocleciano Borella.

 

De acordo com ele, o sistema é integrado ao Detecta da PM e permite identificar veículos produtos de crime quando eles passarem pelos locais monitorados. “Isso permite ações preventivas das forças policiais”, argumenta.

 

Também em nota, o prefeito Dilador Borges (PSDB) informa que desde o assalto à empresa de transporte de valores Protege, ocorrido em outubro de 2017, a administração municipal pensava em uma alternativa para aumentar a segurança.

 

Ainda de acordo com ele, após o assalto às duas agências bancárias na região central da cidade, no final de agosto de 2021, foi solicitado ao Chefe de Gabinete que se iniciasse um estudo efetivo que pudesse deixar o município mais seguro. “O objetivo sempre foi oferecer às forças de segurança mais uma ferramenta de trabalho e ao cidadão mais proteção”, afirma.

PREFEITURA DE ARAÇATUBA - IPTU
Entre no grupo do Whatsapp
Logo Trio Copyright © 2024 Trio Agência de Notícias. Todos os direitos reservados.